Receba dicas grátis!

5 dicas de fortalecer a segurança da empresa

 segurança da empresa

A segurança da empresa é um fator importantíssimo, seja qual for o segmento e tamanho da organização. Cada uma terá a sua especificação, por isso é conveniente ter atenção aos pontos mais fracos do local, com o objetivo de corrigir qualquer eventual tipo de falha.

As consequências de não fortalecer a segurança podem ser graves, de forma a trazer prejuízos financeiros e também alguns riscos que afetam a reputação da empresa.

Observe aqui algumas dicas para acertar nas soluções a escolher!

1. Fortaleça as regras de segurança da empresa

Toda a equipe de trabalho deve estar bem informada sobre as soluções e regras de segurança da empresa. A participação — e sigilo — dos colaboradores é fundamental, a fim de evitar o vazamento de informações confidenciais, a exposição desnecessária e as facilidades de acesso à empresa, seja no espaço físico ou no virtual.

Lembretes sobre os riscos, caso as regras da empresa sejam desrespeitadas, pode despertar a conscientização dos envolvidos.

2. Consulte uma assessoria para os diversos segmentos

Não existe um manual específico para proteger o seu negócio. Por isso, é indicado consultar a ajuda de especialistas no ramo. Quando se fala em segurança empresarial, normalmente são englobados mais de um segmento. Desde a segurança patrimonial, passando pela segurança do trabalho, até a segurança relacionada à tecnologia da informação (TI).

A segurança patrimonial diz respeito às práticas e medidas necessárias de segurança privada, protegendo o patrimônio de danos como incêndios, furtos (internos e externos), assaltos e espionagem.

Já a segurança do trabalho relaciona-se com os acidentes que podem acontecer com os colaboradores ao exercerem suas funções em suas jornadas de trabalho.

Por fim, a segurança de TI protege a empresa do acesso não autorizado aos seus documentos e sistemas informatizados.

3. Demonstre comprometimento com a segurança

É importante investir em reuniões e treinamentos sobre segurança, para promover as medidas inseridas na empresa. Essa rotina não deixará dúvidas de que a empresa valoriza um ambiente seguro e saudável — tanto para seus colaboradores quanto para os concorrentes e clientes.

Os treinamentos podem ainda capacitar os funcionários para situações de emergência, através de simulações de evacuações e outras atividades relacionadas ao controle de riscos.

4. Invista em aperfeiçoamento constante

Nunca é demais revisar os procedimentos de segurança instaurados na empresa. Para que o local se mantenha seguro, as medidas devem ser revisadas constantemente, identificando-se as falhas e também as possíveis mudanças que requerem aperfeiçoamento.

O aperfeiçoamento faz com que aqueles recursos destinados à segurança da empresa sejam mais bem aproveitados, minimizando os gastos desnecessários e maximizando os resultados.

A tecnologia poderá ser uma grande aliada. As câmeras de segurança, por exemplo, podem evitar furtos, de maneira altamente eficiente.

Confira o vídeo e saiba como evitar que esse tipo de assalto aconteça com você:

 

5. Tenha um comitê de segurança interna

É possível coordenar as atividades relacionadas à segurança através de um grupo de pessoas dentro da empresa. Com a ajuda de um comitê de segurança empresarial, as diretrizes e regras podem ser mais bem definidas.

A função daquele grupo de pessoas será justamente acompanhar as ações de segurança de sua organização e disseminar (entre os colaboradores de sua equipe) as informações necessárias para que tudo permaneça em ordem. O comitê se tornará responsável por definir as pautas das reuniões e também documentar as decisões.

Seja qual for a área da sua empresa, as medidas preventivas de segurança são fundamentais para manter a integridade do seu negócio.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe aqui o seu comentário!

Adicionar comentário